AQUAMAT – Associação dos Aquicultores de Mato Grosso

A AQUAMAT (Associação dos Aquicultores do Estado de Mato Grosso), representa mais de 300 empresários do setor aquícola e concentra 80% da produção de peixes do Estado.

AQUAMAT na Estrada no Araguaia/MT

atualizado em

O Aquamat na Estrada completa sua última edição na região do Araguaia. Em reunião realizada na cidade de São Félix do Araguaia, noroeste de MT, pudemos conhecer um pouco mais da produção desta região. Os municípios com maior concentração de pisciculturas são Confresa São Félix do Araguaia, Canabrava e Alto boa Vista. As espécies mais produzidas são Tambatinga e Pirarucu. Com três produtores de alevinos licenciados e muitos pequenos produtores com área média de 0,5 ha a região começa a despertar a atenção para a piscicultura.

Com apoio da Secretaria de Agricultura dos Municípios, os produtores têm recebido assistência técnica para auxiliar nas boas práticas de manejo.

O consumo de peixe na região é alto, representando até 60% da carne consumida. O pirarucu, peixe típico da região também chamado de “Pirosca” é o mais consumido, razão pela qual surge grande interesse dos piscicultores em produzi-lo em cativeiro.

Um fato interessante observado nesta viagem foi a constatação da falta de peixes nos restaurantes e peixarias da cidade, apesar de estar localizada na beira do Rio Araguaia, local conhecido por ser destino de muitos pescadores. A escassez de peixes de rio é notória na região.

Um grupo de produtores também demonstrou interesse em construir um frigorífico com inspeção municipal a fim de atender a demanda local.

Com a realização desta edição a AQUAMAT conclui o Projeto Aquamat na Estrada que teve dentre os objetivos, levar informações a respeito de produção, manejo, novas tecnologias, beneficiamento do pescado, legislação e mercado. Além dessas informações também foram criados os Pólos de Produção com coordenadores locais a fim de que os mesmos possam levar a AQUAMAT as suas demandas específicas para desenvolver a atividade sem desvincular a produção dos seus aspectos locais.

Daniel Garcia de Carvalho Melo
Aquamat

Compartilhar

 

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da AQUAMAT.

 

Colabore com a atividade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos do setor aquícola.