AQUAMAT – Associação dos Aquicultores de Mato Grosso

A AQUAMAT (Associação dos Aquicultores do Estado de Mato Grosso), representa mais de 300 empresários do setor aquícola e concentra 80% da produção de peixes do Estado.

AQUAMAT na Estrada reúne produtores para discutir a cadeia do peixe em Barra do Garças

atualizado em

A Associação dos Aquicultores do Estado de Mato Grosso (Aquamat), em parceria com a Prefeitura de Barra do Garças, MorumbiAgro, Sebrae e Consórcio Portal do Araguaia, promoveu neste sábado (24), no anfiteatro Fernando Peres de Farias, a 3ª etapa do Aquamat na Estrada 2018, evento que teve como finalidade fomentar a produção de peixes em nove municípios da região do Médio Araguaia.

 

A entidade vem percorrendo o Estado se reunindo com autoridades dos municípios e produtores com o objetivo de levar informações sobre a produção de peixes, licenciamento ambiental, beneficiamento do pescado e apoio técnico para a construção de tanques para o início imediato dos projetos de pisciculturas. Além de Barra do Garças, a Aquamat já esteve em Rondonópolis e Sorriso.

 

O Aquamat na Estrada mostrou aos produtores a viabilidade da produção de peixes em Mato Grosso, Estado que já foi o primeiro produtor no país e que hoje está na quarta colocação justamente pela falta de produção. Segundo o presidente da entidade, Daniel Garcia de Carvalho Melo, frigoríficos para a compra e abate do peixe tem, o que falta é justamente a matéria prima, o peixe.

 

“Nosso objetivo é trazer toda informação aos produtores do interior e mostrar que a Aquamat, embora tenha sido criada para atender a baixa cuiabana, busca agora atender todos os produtores de Mato Grosso. A meta agora é percorrer todos os polos com o objetivo de criar líderes locais para levar as demandas e implementar políticas que possam desenvolver a piscicultura no Estado”, disse Daniel.

 

Para o secretário de Pesca e Aquicultura de Barra do Garças, Paulo Henrique Borges, a vinda da Aquamat à região é de extrema importância para a fomentação da cadeia produtiva regional. “Apoiamos o evento que trouxe aos municípios conhecimento, informações e qualificação aos produtores para os projetos que estamos desenvolvendo nos municípios integrantes do consórcio. Para que possamos desenvolver esses projetos, é preciso, primeiro conhecer e ter o entendimento do que é a piscicultura e hoje foi essa oportunidade ofertada pela Aquamat”, destacou.

 

Informações

 

Por mais de três horas, os produtores que compareceram ao anfiteatro Fernando Peres de Farias tiveram a oportunidade de conhecer de perto a realidade da piscicultura no Estado. Com um extenso banco de dados, a Aquamat fez uma explanação detalhada de como está a cadeia do peixe em Mato Grosso e como se pode trabalhar para ampliar a produção em larga escala com espécies diversas

 

Além dessa explanação, os produtores participaram de palestras com técnicos especializados na área sobre as características de implementação de processamento do pescado; questões burocráticas de inspeções (federal, estadual ou municipal), manejo, mercado do peixe e eliminação de dúvidas por parte dos produtores.

 

No estado são cadastrados no Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) 2.560 produtores, o que refletiu em uma produção em 2017 de 62.000 toneladas de peixes superando a capacidade de abate dos nove frigoríficos ativos em Mato Grosso que é de 54.000 toneladas/ano. A Aquamat possui 445 associados.

 

Compareceram ao evento, além do presidente da Aquamat e do secretário da Pesca de Barra do Garças, o vice-prefeito Weliton Marcos, a técnica do Sebrae, Mônia Ramos e representantes do Sindicato Rural, Eduardo Baroni, da MorumbiAgro, Jonathan Matos, do Consórcio Portal do Araguaia e Indea, e produtores de Barra do Garças e municípios vizinhos.

 

Francis Amorim – Secom-BG
Fotos: Ricardo Manciolli

Compartilhar

 

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da AQUAMAT.

 

Colabore com a atividade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos do setor aquícola.