AQUAMAT – Associação dos Aquicultores de Mato Grosso

A AQUAMAT (Associação dos Aquicultores do Estado de Mato Grosso), representa mais de 300 empresários do setor aquícola e concentra 80% da produção de peixes do Estado.

Peixe BR reuniu-se com Embrapa e MAPA, em Brasília

atualizado em

O presidente executivo da PEIXE BR em exercício, Francisco Medeiros, cumpriu agenda em Brasília, no último dia 04 de maio de 2018, com reuniões na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

 

 

Na Embrapa, Medeiros reuniu-se com o pesquisador de Recursos Genéticos e Biotecnologia e coordenador da Rede Genômica Animal, Alexandre Rodrigues Caetano e equipe. Eles são responsáveis pela pesquisa sobre o sequenciamento do genoma dos dois peixes nativos mais produzidos no País: tambaqui (Colossoma macropomum) e cachara da Amazônia (Pseudoplatystoma punctifer), conhecida também como surubim. O trabalho é realizado no âmbito da Rede Genômica Animal, coordenada pela Embrapa e que reúne instituições de pesquisa de todo o Brasil.

 

A pesquisa envolve a consulta a produtores de alevinos de tambaqui e outros peixes redondos em alguns estados brasileiros, principalmente Rondônia, Mato Grosso, Tocantins e Amapá. Será feita uma primeira coleta de material genético para validação das ferramentas do trabalho de identificação das espécies, famílias e características. Na sequência, o trabalho será compartilhado para outras empresas produtoras de alevinos.

 

“As informações levantadas serão inicialmente utilizadas para gerar ferramentas moleculares para aprimorar o manejo genético dos plantéis de reprodutores das propriedades que trabalham com essas espécies. Precisamos dar saltos tecnológicos para aumentar a produtividade do tambaqui e da cachara em sistemas de produção em cativeiro e as ferramentas genômicas auxiliarão no alcance desse objetivo”, ressaltou Alexandre Caetano.

 

Na visita à Embrapa, Francisco Medeiros também protocolou ofício ao presidente da instituição, Maurício Antônio Lopes, solicitando mais apoio para a Embrapa Pesca e Aquicultura, de Palmas (TO). Também foram entregues exemplares do Anuário Peixe BR da Piscicultura.

 

No MAPA, o presidente executivo da PEIXE BR tratou sobre a inclusão do peixe de cultivo nas missões e politicas de promoção do agronegócio brasileiro e sobre a suspensão das exportações de pescado para a União Europeia. A primeira ação em conjunto com o MAPA será viagem à China, da qual participarão dois associados da entidade juntamente com o ministro Blairo Maggi.

 

“Estamos montando planejamento estratégico para exportação de peixes de cultivo com o MAPA. Temos de nos preparar para exportar o excedente de produção logo que essa produção aumentar”, explicou Francisco Medeiros.

 

Outra ação de fomento da PEIXE BR, definida com o secretário de Relações Internacionais do Agronegócio do MAPA, Odilson Ribeiro e Silva, é aproveitar a missão do secretário executivo do Ministério, Eumar Novacki, ao Canadá para apresentar a disponibilidade e a variedade dos produtos oriundos do peixe de cultivo que os associados da entidade têm a oferecer para os canadenses.

 

Outra ação importante é a solicitação da liberação das exportações do pescado de cultivo para a União Europeia, trabalho esse que a PEIXE BR executa desde o dia 26 de dezembro de 2017, quando da suspensão das exportações para aquela região.

 

A entidade já fez diversas ações junto ao MAPA para confirmar que a Piscicultura não apresenta nenhum problema sanitário e que, por conta disso, não pode ser penalizada pela suspensão dos embarques.

 

Na última reunião da entidade com o secretário-executivo do MAPA, Eumar Novacki concordou com a argumentação apresentada pela PEIXE BR e iniciou tratativas para a liberação das exportações de peles de tilápia para a União Europeia.

 

A entidade manterá contato constante com o MAPA, em busca de uma decisão sobre o entrave, a fim de evitar mais prejuízos para os associados exportadores.

Compartilhar

 

Deixe seu comentário

Atenção: Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da AQUAMAT.

 

Colabore com a atividade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos do setor aquícola.